terça-feira, 8 de abril de 2008

Tempo

Mais um ano, dois, muitos…
Cada vez parecem
Esfumar-se mais rapidamente
Por entre as nossas mãos,
e sem sequer deixar marcas.
Não deixes que isso aconteça!
Saboreia os teus dias
Lenta, lentamente,
Não permitindo nada passar ao largo
Pensando não valer a pena.
Aprende a ver a beleza nos pequenos nadas
A sentir os cheiros quase inexistentes
E a admirar o Sol
Mesmo escondido por entre as nuvens
Assim,
Um dia poderás olhar para trás,
Tranquilamente fechando os olhos
E sorrir …porque nada te escapou.
(para a afilhada)

Gina
Março 2003